Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial -> Outras publicações -> Serviço de Comunicação Social -> Editoria de Notícias Externas -> Ações Emergenciais no Ceará
Início do conteúdo da página

Ações Emergenciais no Ceará

Publicado: Terça, 12 de Julho de 2005, 09h05 | Modificado por: | Última atualização em Terça, 12 de Julho de 2005, 09h05 | Acessos: 834

imagem principal Reunião para debater e decidir medidas emergenciais a serem
implementadas com o objetivo de atender as áreas atingidas pela
estiagem no Ceará foi realizada na sede do DNOCS nesta
segunda-feira. Estavam presentes, além do Diretor-Geral, Eudoro
Santana,o Secretário Executivo do Ministério da Integração Nacional
Márcio Lacerda, o Secretário Nacional de Defesa Civil Jorge do Carmo
Pimentel, o Coronel Valdir Rodrigues de Lima do Comando Militar do
Nordeste, secretários estaduais,presidentes e representantes de
entidades federais e estaduais, além dos diretores Cesar Pinheiro,
Leão Montezuma e Tupinambá Almeida e o Coordenador Estadual
Edilson Aragão.

Na reunião ficou decidida a formação de um Grupo de Trabalho com
representantes das principais entidades coordenado pelo DNOCS que,
diàriamente se reunirá para tomar as medidas concretas a serem
implementadas. O Diretor-Geral do DNOCS deverá nomear o
engenheiro Felipe Cordeiro para coordenar as ações.

O Ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, solicitou à
Ministra-Chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, recursos para combater a
prolongada estiagem nas regiões Sul e Nordeste. Para esta região
serão realizadas obras de recuperação dos danos causados por
desastres, ação de socorro e assistência às pessoas atingidas,
atendimento às famílias com auxílio emergencial financeiro,
atendimento de água com 1.200 carros-pipa e outros, com cesta
básica.

No Ceará, atualmente existem em estado de emergência 58 municípios
com decreto municipal, 46 com decreto homologado pelo Governo do
Estado, 33 com decreto do Governo Federal e 25 em processo de
reconhecimento pelo Governo Federal.

Fim do conteúdo da página