Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial -> Serviço de Comunicação Social -> Notícias -> Emergência em Limoeiro do Norte respalda apoio para Jaguaribe-Apodi
Início do conteúdo da página

Emergência em Limoeiro do Norte respalda apoio para Jaguaribe-Apodi

Publicado: Sexta, 04 de Fevereiro de 2005, 11h25 | Modificado por: | Última atualização em Sexta, 04 de Fevereiro de 2005, 11h25 | Acessos: 1038
O prefeito de Limoeiro do Norte, João Dilmar da Silva, vai decretar
estado de emergência no município, fundamentado no relatório técnico
sobre os prejuízos de R$ 5 milhões dos agricultores do projeto de
irrigação Jaguaripe-Apodi, causado pelo vendaval na região, no último
dia 19 de janeiro, destruindo 400 hectares de plantação de banana
pacovan. O documento vai permitir que os órgãos públicos tenham
amparo legal para destinar recursos emergenciais para os agricultores
e seja renegociado o pagamento dos financiamentos com bancos
oficiais dos irrigantes prejudicados.

Esse foi o resultado da reunião realizada ontem, no auditório da
administração central do DNOCS (Avenida Duque de Caxias, 1700),
com a participação do diretor de Produção e Desenvolvimento
Tecnológico do DNOCS, Leão Montezuma, o secretário da Agricultura e
Pecuária do Estado, Carlos Matos, o deputado federal Ariosto Holanda,
os deputados estaduais José Nobre Guimarães e Gilberto Rodrigues, o
prefeito de Limoeiro do Norte, João Dilmar da Silva, o presidente da
Federação dos Agricultores do Perímetro Irrigado Jaguaripe-Apodi, José
Edmar Ferreira de Souza, além agricultores e dos técnicos do DNOCS e
Seagri que elaboram o relatório técnico sobre os prejuízos.

O DNOCS está negociando o apoio do Ministério da Integração, por
meio da Defesa Civil, para obter recursos de emergência; a Secretaria
de Agricultura e Pecuária do Estado vai negociar com a Coelce o prazo
de 60 dias para pagamento das dívidas; o deputado estadual José
Guimarães vai solicitar apoio do Banco do Nordeste para renegociar as
dívidas dos agricultores (metade dos 112 agricultores que perderam
suas plantações têm financiamento do BNB); e o deputado Ariosto
Holanda vai articular entendimento para obter financiamento do
Ministério da Ciência e Tecnologia, para implantação de novas
tecnologias no projeto.
Fim do conteúdo da página