Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial -> Serviço de Comunicação Social -> Editoria de Notícias -> Governo e Nações Unidas firmam acordo para ações de desenvolvimento regional
Início do conteúdo da página

Governo e Nações Unidas firmam acordo para ações de desenvolvimento regional

Publicado por: Francisco de Assis Soares de Sousa | Publicado: Quinta, 09 de Novembro de 2017, 08h54 | Última atualização em Quinta, 09 de Novembro de 2017, 08h55 | Acessos: 1621

mi

Objetivo é ampliar projetos e fortalecer políticas públicas. Ministro apresentou experiências do Brasil, hoje (7), no Chile

O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, assinou nesta terça-feira (7) um Memorando de Entendimento com a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), em Santiago, no Chile. O compromisso das partes é criar iniciativas de cooperação que contribuam para promoção do desenvolvimento regional dos países da América Latina e Caribe. A iniciativa também visa fortalecer as capacidades dessas nações em implementar políticas públicas de inclusão social e redução das desigualdades, com melhor distribuição de oportunidades e acesso a bens e serviços públicos de qualidade.

O acordo foi celebrado durante o seminário 'Agenda 2030, Mecanismos Inclusivos: Realidade e Possibilidades com o Setor Privado Rural', na capital chilena. O titular da Pasta apresentou os principais projetos e ações do Ministério da Integração Nacional, como é o caso dos Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento, que permitem promover novos negócios e atividades econômicas no país.

"É nossa missão olhar para as regiões menos desenvolvidas do Brasil: Norte, Nordeste e Centro-Oeste. É fundamental a construção de ações e políticas públicas que pensem no hoje e garantam o amanhã. Os Fundos permitem, de maneira diferenciada, que novas atividades econômicas possam chegar para estas regiões trazendo desenvolvimento, oportunidades e aquecimento econômico", destacou Helder Barbalho ao explicar as experiências brasileiras.

Fundos e rotas

Os participantes do encontro, de vários países do continente, manifestaram interesse no modelo dos Fundos Regionais - utilizado pelo Brasil (leia mais) - para ajudar em questões socioeconômicas da América Latina. A ideia é que os países compartilhem conhecimento e as boas práticas utilizadas. "Há muitos desafios comuns na região e essa troca é muito importante", resumiu.

As Rotas da Integração Nacional e o apoio a arranjos produtivos locais também foram destaque por estimularem a inovação e diferenciação de empreendimentos com consumo e investimento em regiões menos desenvolvidas. Foram citadas as Rotas do Açaí e do Peixe, concentradas no Norte do país, e as Rotas do Cordeiro, do Mel e do Leite, que abrangem o Nordeste, Sudeste, Centro-Oeste e Sul.

O ministro ainda ressaltou a importância de executar obras que assegurem condições mínimas de permanência das pessoas em suas localidades. "O Programa Água pra Todos, por exemplo, abastece comunidades rurais distantes do nosso país. E o Projeto São Francisco - obra estruturante - está mudando a vida de populações beneficiadas no semiárido brasileiro. Mas, além disso, o mais importante é garantir oportunidades de atividades econômicas que possam repercutir diretamente na vida das pessoas e que, a partir do seu talento e qualificação, possam ter emprego e renda", acrescentou Helder Barbalho, ressaltando que essa é a essência da luta pelo desenvolvimento regional.

Fonte: Por Assessoria de Comunicação do Ministério da Integração Nacional

 

Fim do conteúdo da página