Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Você está aqui: Página inicial -> Divisão de Comunicação Social -> LIDERANÇAS POLÍTICAS DO BAIXO ACARAU SE JUNTAM AO DNOCS PARA SUA REVITALIZAÇÃO
Início do conteúdo da página
Notícias

LIDERANÇAS POLÍTICAS DO BAIXO ACARAU SE JUNTAM AO DNOCS PARA SUA REVITALIZAÇÃO

  • Publicado: Segunda, 06 de Março de 2017, 13h25
  • Última atualização em Segunda, 06 de Março de 2017, 13h31
  • Acessos: 2204

As lideranças politicas da região do Projeto Baixo Acaraú, coordenadas pelos deputados federais: Aníbal Gomes e Cabo Sabino, prefeito de Marco, Roger Aguiar, presidente da Câmara de Marco, Alencar Neto, gerente do DIBAU Raimundo Pereira, irrigantes e membros do Conselho de Administração do DIBAU, uniram-se ao DNOCS, para empreender esforços e ações no intuito de conseguirem recursos orçamentários e financeiro, junto ao MI, para várias ações a serem empreendidas no Projeto Baixo Acaraú, com vistas a revitalização da 1ª etapa do projeto.

As atividades tiveram início no dia 20 de fevereiro passado, com uma reunião na sede do DNOCS com o diretor geral Ângelo Negreiros, prosseguiu com uma reunião dia 23 de fevereiro com o Ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho e uma visita do Diretor Geral ao Projeto Baixo Acaraú no dia 03 de março, por determinação do Ministério, para verificar e avaliar as ações solicitadas pelo DIBAU. Acompanharam o Diretor Geral na visita o assessor de Comunicação Aluísio Ferro Gomes e o eng.º Roberto César.

O DIBAU - Associação do Distrito de Irrigação do Baixo Acaraú, vem a tempos, solicitando ao Governo Federal, recursos para fazer frente as ações de Recuperação da Infraestrutura de Irrigação de uso comum do projeto, aquisição de novos conjuntos de Bombas para a Estação principal do projeto, como também a construção de duas barragens, Pedregulho e Poço Comprido, com vista a solucionar o problema de escassez hídrica do projeto, que perdura a três anos. O pleito inicial é de R$ 23.098.819,28 milhões para o projeto e R$ 266.577.775,47 milhões para construção da barragem Poço Comprido e R$ 85.715.524,76 para barragem Pedregulho.

Amanhã nova reunião acontecerá no MI, com a presença do diretor geral do DNOCS, Ângelo Negreiros e Ministro da Integração, para definição e priorização das ações a serem implementadas no Projeto Baixo Acaraú 1ª etapa, como também estará em pauta as providências para conclusão da 2ª etapa. 

            

 

 

Fim do conteúdo da página